July 2020

Como tratar estrias na pele negra

Um dos pesadelos femininos, as estrias, podem surgir na adolescência, durante uma gravidez, e em outras numerosas condições.

Caracterizadas pelo rompimento das fibras, em função de um estiramento excessivo da pele, acabam dando origem à marquinhas, chamadas estrias, que podem ir de tons avermelhados, até os mais esbranquiçados.

Embora elas possam surgir em todas as raças, a incidência maior é em mulheres da raça negra, onde as estrias mais tardias, as esbranquiçadas, ficam muito mais aparentes, causando mais desconforto estético.

Infelizmente, elas podem surgir em qualquer lugar, e estão relacionadas à distensão da pele. Costumam aparecer, principalmente nas mamas, axilas, coxas internas e laterais, nádegas, abdômen e algumas vezes nas costas e joelhos.

Tratamentos para estrias

Atualmente, já podemos contar com excelentes tratamentos, que visam, principalmente, afiná-las, torná-las mais transparentes, alguns atuam descolando as fibras e cortando-as, para estimular a formação de colágeno, o melhor deles é o silk skin, mas além dele deixamos algumas dicas abaixo.

Enfim, têm tratamentos para todos os gostos, bolsos e necessidades, para todos os tipos de pele, sendo menos complexo o tratamento quando elas ainda estão na fase inicial, ou seja, avermelhada.

No entanto, apesar de modernas, nenhuma das técnicas atuais prometer 100% de cura, apenas amenizá-las ao máximo.

Dentre as muitas possibilidades de tratamentos, confira abaixo as mais usuais:

Cremes

As opções de cremes podem variar entre óleos diversos, vitaminas, despigmentantes  e ácidos, os quais podem ser usados separados ou associados.

Peeling

São aplicadas substâncias mais fortes na estria, ou região afetada, para descamar a pele, para que fique mais homogênea e com uma textura melhor.  Também podem ser injetados estimuladores de colágeno.

Transcisão

São introduzidas agulhas sob as estrias para romper as fibras abaixo das mesmas e estimular a formação de colágeno;

Laser

Podem ser usados diversos tipos de laser, cada um com diferentes princípios de ação, e o laser de CO2 (gás carbônico) vem fazendo muito sucesso, pois costuma melhorar muito o quadro.

Estrias na Pele Negra

Infelizmente, ainda não se chegou a uma forma mais eficaz de tratar as estrias na pele negra, cujos resultados não costumam agradar muito, e isso por, geralmente, apresentar problemas como alterações de cor da pele, dificuldades na cicatrização, podendo resultar em quelóides de tamanhos variáves e de difícil tratamento.

Por conta disso, a melhor forma de tratar estrias na pele negra ainda é através da prevenção e dos cuidados logo ao perceber alguma alteração.

Assim, vale evitar a variação de peso corporal, o efeito sanfona, evitando o estiramento da pele e a formação das estrias.

Vale observar que o uso de próteses exageradas também facilita o surgimento  das estrias.

Por fim, nunca é demais ressaltar que as técnicas estão sujeitas a complicações ou contraindicações como, por exemplo, mães que estão amamentando, não podem utilizar determinados cremes nem peelings.

Complicações

No caso de complicações com tratamentos, podemos citar a descoloração, a mancha na pele, as cicatrizes, principalmente, em pacientes com pele mais escura ou tendências a formação de quelóides ou cicatrizes.